phone (96) 3223-4242 (96) 99142-4232

Reduções e suspensões de contrato são prorrogados por 2 meses

Diário Oficial da União publicou decreto que permite prorrogar reduções de salário e jornada e suspensões de contratos.

O Governo Federal publicou nesta segunda feira, 24, o Decreto nº 10.470/20 que prorroga os prazos para celebrar acordos de redução proporcional de jornada de trabalho e de salário e de suspensão temporária de contrato de trabalho, bem como para efetuar o pagamento dos benefícios emergenciais.

Um decreto anterior, de julho, estendia o programa de 90 para 120 dias; agora, esse prazo será de 180 dias, limitados à duração do estado de calamidade pública (até 31 de dezembro).

Na semana passada, o Ministro Paulo Guedes já havia dito que o governo iria prorrogar o programa. Nesta segunda, o Presidente Bolsonaro afirmou que a prorrogação preservará cerca de 10 milhões de empregos.

"O Brasil voltou a gerar empregos, mas alguns setores ainda estão com dificuldades em retomar 100% de suas atividades. Por isso assinei o Decreto 10.470/2020 prorrogando o Benefício Emergencial por mais 2 meses. Serão cerca de 10 milhões de empregos preservados", publicou o presidente em uma rede social.

O decreto também prevê que o empregado com contrato de trabalho intermitente formalizado até 1º de abril de 2020 poderá receber os auxílio emergencial mensal no valor de R$ 600,00 pelo período adicional de dois meses. Com a medida, esses trabalhadores receberão ao todo seis parcelas mensais de R$ 600.

Fonte: Contábeis


Paralisação do Ambiente Nacional da NF-e: veja o que fica indisponível
12 Mai 2022
Saque do FGTS de até R$ 1 mil: veja perguntas e respostas
18 Mar 2022 Economia
Veja as regras para a entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2022
02 Mar 2022 Economia
newsletter

Cadastre-se

E receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-Mail!


Permissões de privacidade


Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento clicando no link no rodapé de nossos e-mails.